Connect with us

Noticias

Caiu na água e não está dirigindo um carro-anfíbio? E agora?


No geral, o brasileiro está bem acostumado a lidar com situações em que seu carro acaba rodeado de mais água do que deveria. Não importa se você mora em uma cidade grande ou pequena, sempre há a possibilidade de as ruas alagarem quando a chuva cai pra valer. Você provavelmente até já conhece alguns procedimentos básicos para sair dessas armadilhas, mas e em casos mais extremos? Você sabe o que fazer para sobreviver? 

1

A situação aqui vai além daquela em que a água sobe aos poucos, e sua maior preocupação é não estragar o motor do carro. O cenário é de sobrevivência. Aqui, você caiu com seu carro em um rio, lago, mar ou piscina olímpica (vai saber o que você apronta, né?). Pouco importa como você se meteu nessa cilada; o negócio é sair dela o mais rápido possível. 

2

Esqueça o carro. Aí vão 7 dicas para você não naufragar com ele: 

1 – Mergulhe com inteligência 

Não é todo mundo que segue à risca os ensinamentos da autoescola depois de conseguir a habilitação, e nem mesmo a posição mais correta de segurar o volante é respeitada o tempo todo. No caso de um “mergulho” com o carro na água, é importante que você esteja com os braços posicionados como os ponteiros de um relógio às 9h15. Assim, há menos chances de se machucar durante o impacto.

Em carros com airbag, a explosão da bolsa de segurança pode fazer com que suas mãos batam com muita força em seu próprio rosto, caso elas não estejam na posição mais adequada para o momento. Com certeza, essa não é uma boa hora para tomar uma porrada na cabeça e sofrer um desmaio, né? 

3

2 – Sem desespero 

É claro que a situação é ruim, mas ainda não é crítica. Os primeiros 30 segundos são cruciais para a sua sobrevivência, por isso é preciso manter a tranquilidade para pensar e agir com eficiência. Entrar em pânico, quase sempre na vida, só piora as coisas. 

4

3 – Dá tempo 

Apesar de ser uma corrida contra o tempo, não é correndo que você vai vencê-la. Um carro leva de 30 segundos a 2 minutos, normalmente, para afundar. Ou seja, dá tempo de tirar o seu cinto de segurança e o de todas as pessoas que podem estar no carro. Em caso de crianças, solte primeiro as mais velhas. Elas podem ajudar melhor durante o processo, até mesmo para pegar os menores e trazê-las para os bancos dianteiros. 

5

4 – A saída não é pela porta 

A não ser que você tenha uma espécie de carro bíblico, dificilmente ele ficará tempo o suficiente sobre a superfície para que você consiga abrir a porta sem ter que enfrentar a resistência da água. Se você está afundando, pense que sua saída mais rápida é pela janela. 

6

5 – Janelas para a vida 

Depois de se livrar do cinto de segurança, abra a sua janela (e as outras, em caso de mais pessoas) mesmo que isso faça a água entrar mais rapidamente no carro. É melhor que a inundação ocorra de maneira lenta do que de uma vez só, que é o que acontece quando as janelas são abertas apenas quando o carro já está coberto pela água.

7a

Mesmo em carros com vidros elétricos, o sistema deverá funcionar por alguns minutos. Se não, use algum objeto rígido para quebrar as janelas laterais. Se essa também não é uma opção, as ferramentas serão suas pernas e pés. Junte as duas e acerte com força o centro do vidro para abrir o caminho para a liberdade. Não é uma boa ideia tentar tirar o para-brisa, pois ele é muito mais resistente, e você pode acabar se machucando na tentativa. 

7b

6 – Respire fundo na hora certa 

Se tudo deu errado, e você ainda está dentro do carro já debaixo d’água, mais uma vez o segredo é ter calma. Muita calma nessa hora. Agora você terá que esperar a pressão externa se igualar à interna. Como? Deixando a água encher o carro completamente. Apesar de a situação parecer desesperadora, ainda há esperança. 

8

Respire tranquilamente, pois já não há muito ar ali para ser respirado, e deixe para dar uma bela fungada apenas no instante final antes do seu mergulho. Agora sim, é hora de tentar sair pela porta. Com o carro completamente tomado, a resistência da água será um problema menor, mas ainda será um problema. Então, use toda a sua força e abra a porta. Se você não estiver tão zicado assim, ela vai abrir. 

9

7 – Saiba nadar 

Já parece bastante zica se encontrar dentro de um carro debaixo d’água, mas seria ainda mais se você conseguisse abrir a porta e não soubesse nadar. Aí complica… 

10





Source link

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Noticias

“Desculpe sr guarda mas deixei o facebook aberto e a minha mulher está em casa.”


Aconteceu nos Estados Unidos, pouco depois das 21h30 da manhã de ontem, quando uma patrulha da polícia observou um veículo passando o sinal vermelho.

1 km depois, o motorista do referido veiculo chegou a outro cruzamento e voltou a passar o sinal vermelho.

Ele foi interceptado e depois de perguntar ao motorista as razões para tal comportamento respondeu nervoso … “Desculpe sr guarda mas eu deixei o  facebook aberto e a minha mulher está em casa. Tenho de ir lá rapidamente.”

O polícia lá compreendeu a situação e deixou seguir o pobre coitado.






Source link

Continue Reading

Noticias

Polvo Puxa Gaivota Para Dentro De Água e Come-a Em Frente Das Crianças Que Estavam a Alimentá-la


Uma família que estava a passar um belo dia, acabou por ser surpreendida quando uma das gaivotas que estava a ser alimentada acabou por ser devorada por um polvo.

Do nada surgiu um polvo e puxou a gaivota para dentro de água.

A assistir a tudo encontravam-se algumas crianças, que ficaram chocadas com o acontecimento, uma delas chega a questionar o pai o que estava a acontecer e que não queria ver mais.





Source link

Continue Reading

Noticias

Cãozinho morrendo resgatado em estrada, faz uma recuperação incrível em um santuário de chimpanzés


A socorrista Jenny Desmond está acostumada a encontrar animais que precisam desesperadamente de amor e carinho. A amante compassiva dos animais, juntamente com o marido, é a proprietária do Santuário de Resgate e Proteção ao Chimpanzé da Libéria. Onde o casal cuida dos cerca de 35 chimpanzés.

Então, há alguns anos, em 2016, no começo do ano, quando Jenny e seu marido tiveram a oportunidade de salvar a vida de um filhote que já estava morrendo, eles aproveitaram a chance de tentar ajudar!

A simpática salvadora de animais havia andado com alguns de seus funcionários pelo vilarejo vizinho do santuário de Jenny. E de repente notou um cachorrinho pequeno. O pobre bebê estava nitidamente desnutrido, com enormes manchas de pele expondo feridas por todo o seu pequeno corpo onde deveria estar a pele.

A dona do santuário sabia que ela teria que agir rápido se quisesse salvar esse cachorrinho pobre e sofrido.

Sabendo que a vida do cachorrinho dependia de seu próximo passo, Jenny o colocou no carro e correu contra o tempo para levá-lo para seu marido. Jimmy não apenas é dono do santuário de chimpanzés ao lado de sua esposa, mas também um veterinário experiente.

O cachorrinho estava morrendo de fome por tanto tempo que seu corpo começou a digerir sua própria massa muscular.

Depois que Jimmy terminou de lavar as feridas do filhote e fazer com que ele tomasse um pouco de comida e água, Jenny deu um nome ao rapaz indefeso; Snafu.

Ao longo dos sete dias seguintes, Snafu começou a recuperar cada vez mais sua força.
E os socorristas começaram a ver alguns de seus pelos a preencher as áreas vazias.

“Seu cabelo está começando a parecer mais normal. Ele nem parecia que tinha pêlo ou cabelo. Costumava haver grandes pedaços de pele e não há muito disso mais. Todos os dias parece que ele está melhorando. Mas como com a maioria dos animais que resgatamos há um dia em que parece que eles estão dando uma volta ”, Jenny descreve.

Depois que o filhote recuperou a maior parte de sua saúde, Jenny e Jimmy decidiram que era hora de Snafu encontrar os chimpanzés no santuário.





Quando os chimpanzés puseram os olhos em Snafu, foi um amor instantâneo para todos! Os chimpanzés, vindos de um fundo áspero e abusivo, sabiam instintivamente que o filhote precisava ser tratado com o maior cuidado. Pois ainda estava se recuperando de sua vida difícil nas ruas.

Então os chimpanzés fizeram a coisa mais doce. Eles gentilmente pegaram o filhote e o seguraram perto enquanto o levavam escada abaixo até o santuário.

Snafu passou o ano seguinte crescendo e se curando no santuário com os chimpanzés que eram tão dedicados a ele. O pequeno filhote agora se tornara um cão saudável e cheio de energia. E era um membro de pleno direito da família, tanto com os chimpanzés quanto com seus humanos.

Com o quanto Jenny e Jimmy precisam viajar, o casal não queria que Snafu ficasse sem o amor e o carinho que o doce cachorro merecia ser regado.
Para garantir que ele recebesse a atenção de que precisava, Jenny perguntou à irmã se ela estaria aberta à adoção do cachorro. E logo se viu em um voo para o Colorado em dezembro de 2017.

Enquanto Snafu teve um começo difícil, parece que o cachorro estava destinado a ter sorte no amor, porque quando ele conheceu a irmã de Jenny, os dois foram instantaneamente ligados. Não havia dúvida de que Snafu estava indo para a pessoa certa.

Uma vez que Jenny tinha visto Snafu em segurança para sua nova casa para sempre, ela fez a longa viagem de volta ao seu santuário na Libéria para voltar a cuidar de seus chimpanzés.

Sempre pegando chimpanzés órfãos sempre que necessário, Jenny se deparou com outro primata que precisava dela e da ajuda de Jimmy no começo do ano, resgatando-a de uma vida de negligência, trancada em uma jaula. Agora, sob os cuidados do santuário, o chimpanzé já está começando a prosperar.

Parece que não há nada que Jenny não faça para ajudar todos os animais de sua vida. Chimpanzés, cachorrinhos ou qualquer outra coisa!

Para ver mais da incrível história de vida de Snafu, assista ao vídeo abaixo. E se você gostaria de fazer parte do santuário de Jenny e Jimmy prosperar, você pode fazer doações aqui .

Por favor, compartilhe isso com seus amigos e familiares.








Source link

Continue Reading

Destaque

Copyright © 2019 Zipviral.net